28/01/2021

Acipi e entidades promovem ato de manifesto na sexta-feira (29)

Para apoiar as empresas e trabalhadores de Piracicaba e região, a Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), em parceria com entidades do setor produtivo da cidade, realizará, na sexta-feira (29), às 14h, um ato de manifesto contra a restrição do horário de funcionamento dos estabelecimentos e o aumento de impostos.

A concentração será no Bolsão da Estação da Paulista e seguirá nos corredores comerciais do município.

A entidade convida a todos que tenham interesse em acompanhar a carreata, que conta com o apoio das instituições:

  • Apaflar (Associação Piracicabana de Alimentação Fora do Lar)
  • Apapir (Associação da Indústria de Panificação e Confeitaria de Piracicaba e Região)
  • CDL Piracicaba (Câmara Dirigentes Lojistas de Piracicaba)
  • Coplacana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo)
  • Simespi (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, de Material Elétrico, Eletrônico, Siderúrgicas, Fundições e Similares de Piracicaba e Região)
  • Sincomércio Piracicaba (Sindicato do Comércio Varejista de Piracicaba e Região).

A principal reivindicação dos empreendedores, principalmente dos setores de bares e restaurantes, é a flexibilização e retomada das atividades após às 20h e aos finais de semana.

Além disso, o manifesto pede a revogação do aumento de impostos, como o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

A restrição do funcionamento compromete a quebra de empresas e, consequentemente, o aumento do índice de desemprego na cidade.

Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), no mês de novembro, o saldo de empregos (a diferença entre o número de admissões e demissões durante um determinado período) total na cidade foi de 1123, sendo que 787 estão relacionados somente ao comércio e serviços, o que corresponde a mais de 70% deste montante.