24/04/2020

Doação da Acipi beneficiará mais de 15 mil pessoas

Segundo o Ministério da Saúde, o uso adequado das máscaras, aliado à higiene e outros fatores, diminui a probabilidade de contágio do coronavírus.

A partir desses dados e preocupada com a atual situação, a Acipi doou, hoje, R$ 30 mil para compra de insumos e confecção de 30 mil máscaras de tecido ao projeto “Máscaras Amigas”, idealizado em março pelo Rotary Club Piracicaba Luiz de Queiroz.

Além da orientação com relação à economia e geração de emprego e renda, o presidente da Acipi, Luiz Carlos Furtuoso, destaca outra preocupação, a preservação da vida.

Com essa doação, a entidade tem como objetivo auxiliar, também, a população de Piracicaba, principalmente os mais vulneráveis e aqueles que têm dificuldades de adquirir o produto.

Assim, a ação possibilitará a redução do impacto do coronavírus na cidade.

De acordo com Eduardo Campanha, presidente do Rotary Club Piracicaba Luiz de Queiroz, a parceria partiu de uma necessidade da instituição, que, em busca de angariar recursos, entrou em contato com a Acipi.

“Nesta semana, as doações já haviam cessado, não estávamos mais recebendo. Procuramos, então, a Acipi para nos ajudar neste projeto. O dinheiro doado pela entidade será revertido em tecidos tricoline. Vamos comprar, também, elásticos e linha”, disse Campanha.

“Essa parceria é extremamente importante, já que a Acipi representa o comércio, indústria, serviços e a classe trabalhadora da cidade. Além de estar preocupada com a economia, a entidade pensa na saúde e segurança de toda a população. Estamos muito felizes e convictos que atingiremos um resultado ainda mais satisfatório”, agradeceu.

O material, que protege contra o coronavírus, será produzido por mais de 200 voluntárias, entre elas costureiras, donas de casa, aposentadas ou pessoas que estão em isolamento social, com idades entre 11 e 95 anos.

A iniciativa movimenta essas mulheres, que costuram em suas residências, além de mais de 30 voluntários envolvidos na logística de entregas das sacolas, separação do material, corte de tecido e de elástico, colocação das máscaras em embalagens plásticas, entre outras atividades.

Ao final do processo, são montados kits lacrados, cada um contendo duas máscaras e um flyer de orientação. Assim que ficarem prontos, esses kits serão distribuídos pela Smads (Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Piracicaba), que fará uma triagem da população em situação de vulnerabilidade social.